terça-feira, 1 de março de 2016

[Resenha] Como Eu Era Antes de Você

Livro: Como Eu Era Antes de Você
Autor: Jojo Moyes
Ano: 2013
Editora: Intríseca
Números de página: 320

Romance Contemporâneo

"Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado".




Olá Amante de Livros!!!
Tudo bem com vocês? Como vão as leituras?
Gente a sinopse do livro já é uma bela resenha, só vou acrescentar o meu ponto de vista, para não entrar nos detalhes da trama.
Bom as primeiras impressões que Lou e Will tiveram um do outro não foram as melhores... Ele, amargo e ácido. Ela, perdida e apavorada, uma sem noção na arte de cuidar de alguém quanto mais de um tetraplégico. Parece que tudo o que Lou faz deixa Will irritado, antes ele era um jovem destemido e aventureiro, hoje um rapaz amargurado e que desconta suas angústias em todos que estão por perto. Os dias vão se passando uns bons, outros nem tanto... mas ela vai aprendendo a lidar com o temperamento difícil dele e quando parece que tudo está se encaixando, Louisa descobre algo terrível que Will já tinha planejando; uma forma de como acabar com seu sofrimento. Ele só não esperava que Lou entraria na sua vida, e de como a presença dela o faria sorrir novamente com seu esforço e empenho para convencê-lo do contrário.

O jeito que Lou reage as ignorâncias do Will é engraçado, parecem dois amigos de infância, e foi isso que essa história soou pra mim eles parecem mais amigos do que um casal apaixonado e mesmo com todo o drama que envolve a história eu não chorei, vi tantos comentários que as pessoas choram horrores... eu não reagi assim, será que fui a única? Tomara que não rsrs, mas fiquei um tanto introspectiva e absorta com a história, e mesmo não chorando, não deixei de achar o livro bem elaborado, não vejo a hora de ver o filme e tenho pressentimentos forte que aí sim vou chorar...


"É isso. Você esta marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua. Não pense muito em mim. Não quero quero que fique toda sentimental. Apenas viva bem. Apenas viva" pág.317

O que encontrei foi uma história tocante entre duas pessoas totalmente diferente uma resignada e o outro visionário que se conheceram em uma situação complicada, mas devido a perseverança de Lou os dois aprenderam grandes lições, Lou aprendeu a ser tolerante e ver a vida com outros olhos, ela percebeu que podia ser mais determinada e Will aprendeu a ser agradecido, ele voltou a sorrir com o novo sentimento que ele encontrou em Lou, e durante o pouco espaço de tempo que conviveram juntos um novo caminho cruzou a vida deles.

Eu também aprendi muita coisa, passei a ver as dificuldades que os cadeirantes enfrentam, tanto fisicamente como psicologicamente, tipo; ver seus membros e não poder controlá-los, não poder fazer coisas tão comuns como simplesmente mudar o canal de TV, ou se virar na cama, algo impossível para Will, as calçadas sem acesso para cadeirantes, e eu nunca tinha percebido que realmente os carros estacionam quase colados um no outro sem deixar margem para um cadeirante transitar com segurança e psicologicamente, os olhares que as pessoas lançam quando um cadeirante surge uns de compaixão outros de curiosidade, puxa pra mim esse livro serviu mais para uma grande reflexão do que apenas torcer para eles ficarem juntos. O olhar da autora para esse foco de como os cadeirantes enfrentam o dia a dia para mim foi o ponto relevante do livro.

Primeiro livro que leio da Jojo, parabéns Jojo gostei muito e pretendo ler outros!
E vocês gostaram?
Comentem!
Bjsss


5 comentários:

  1. Sou bem suspeita para falar, porque este é um dos meus livros preferidos! Estou ansiosíssima pelo filme! *_*

    Seguindo o blog!

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada POSTANTO TRECHOS por seu comentário! Estou ansiosa para ver todos os comentários que irá rolar sobre o filme porque vai dar o que falar heim :)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Vejo esse livro em todo mundo, acaba criando tanta expectativa pelo filme, mas só esperando pra ver. Indiquei seu blog ao Prêmio Dardos pelo excelente trabalho realizado.

    http://atraentemente.blogspot.com.br/2016/05/premio-dardos.html

    ResponderExcluir